Follow by Email

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

FIQUE ESPERTO FOLIÃO!


VEJA AS MELHORES DICAS PARA SEU CARNAVAL EM BROTAS DE MACAÚBAS


Brincar o Carnaval em uma cidade como Brotas de Macaúbas, onde a folia tem tradição e alegria, pode ser muito legal. Mas é importante que os foliões – daqui ou de fora - observem algumas recomendações para que a nossa festa seja realmente inesquecível. Veja aqui algumas dicas para quem quer curtir os blocos no trio elétrico, os open bar, os shows na praça e as muitas farras em bares com muita diversão e sem dor de cabeça.

Onde recostar a cabeça
Há várias opções de hospedagem: pousadas, hotéis, casas de amigos e parentes ou quartos para alugar. Venha com tudo acertado, pois conseguir vagas às vésperas da folia pode ser muito difícil. Aliás, pense duas vezes em gastar muito com hospedagem. Você não vai aproveitar quase nada. Em pousadas ou casas com várias pessoas num mesmo quarto, valem essas dicas: conheça as regras do ambiente (e siga) e fique de olho nas suas coisas. Cadeado na bagagem é indispensável e, se houver armário e quarto com chave, melhor ainda.

Indo e vindo
Brotas de Macaúbas é uma cidade tranqüila, onde tudo é perto e as pessoas conhecem todo mundo. Não é difícil se informar e se enturmar para fazer o melhor Carnaval. Fique só atento à programação e aos horários para não perder parte ou o melhor da folia.


Saco vazio não para em pé
Com tantas atrações e farras pra curtir, é claro que você vai gastar muita energia e precisa se alimentar bem. Tome um café da manhã digno. (Embora, provavelmente, você só se levante para o almoço.) Essa coisa de “só comida leve” não funciona. Escolha alimentos que lhe sustentem, como boas doses de carboidratos e proteínas. Na rua, prefira os locais mais tradicionais da cidade, com estrutura e limpeza e preste atenção na aparência da comida.

Lado fashion
A festa tem tudo a ver com a paquera e todo mundo quer ficar charmoso, mas há limites. O que não rola na rua: salto alto (ainda mais se for fino), saia (você pode ter surpresas desagradáveis), cabelão solto (incomoda os outros e muita gente vai puxar). O que é sucesso para as moças: rabo de cavalo, trança, calçados confortáveis, shorts, roupas de algodão, maquiagem colorida e com brilhos. Rapazes, invistam: tênis, bermudas de tecidos tecnológicos (que secam rápido), perucas e chapéus engraçados.


Ande em boa companhia
“Quem não sabe brincar não desce para o play”, já dizia o filósofo. Só servem para “pipocar” no Carnaval pessoas que têm bom humor, tranquilidade e facilidade para lidar com imprevistos numa boa. Se não é o seu caso, não vá. Se seu amigo não é assim, não leve com você.

Não se perca...
Para os que vem de outras cidades ou estados, se perder dos amigos é fácil. Basta decidir logo um ponto de encontro assim que chegarem ao circuito. Pode ser um barzinho, uma barraca de bebida, um ponto qualquer. No mais é só cair na folia.


Dê valor ao seu dinheiro
Os brotenses são simpáticos e hospitaleiros, mas os “donos do alheio” estão em todo lugar. Nunca saia com mais dinheiro do que o necessário para curtir a noite e algum para o imprevisto. Seu relógio fantástico e a corrente que mamãe deu pra te proteger devem ficar na mala. Dê preferência a shorts ou bermudas que tenham um bolso na parte interna, ou porta-cédula que se coloca em torno da cintura. É melhor pagar mico por ser turista do que ser assaltado.

Pegue leve com os sem noção
Essa vale para moços e moças. Muita gente insiste em ir pro Carnaval na pegada “ninguém é de ninguém”. Isso pode incluir o seu respectivo ou respectiva, mesmo contra a vontade de vocês. Como muitos não estão sóbrios, o ideal é levar na brincadeira e sair de perto.


Deixe sua roupa de herói em casa
Numa festa de rua em qualquer lugar do mundo, esqueça sua valentia e fuja de brigas como o diabo da cruz. Faz parte da experiência receber algumas pisadas nos pés, empurrões, paqueras desagradáveis. Moças (é mais difícil forçar os rapazes) que não querem ser beijadas devem usar primeiro a educação, depois o empurrão, e então as pernas (para correr, é claro). Se for para proteger um amigo ou seu par, pegue pelo braço e saia de perto. Brigas em meio a multidões, onde rolam álcool e outras drogas podem acabar muito mal e, com certeza, você tem algo a perder.


Registre menos, viva mais
Nós todos sabemos que o vício de postar fotos e vídeos nas redes sociais é quase incontrolável. Mas, se você está na pipoca, esqueça. Não leve câmera digital e nem fique levantando seu celular – que deve ter outras utilidades – para filmar e fotografar as performances dos músicos e cantores ou mesmo a performances dos amigos ou para os já tradicionais selfies. O risco de você voltar para casa sem ele é grande o suficiente para ser evitado. Bolsos compridos ou difíceis de abrir também são boas soluções.

Deu errado
Mesmo que você tome todos os cuidados com a sua segurança, pode ocorrer algum incidente que lhe faça precisar da polícia. Há mais policiais nas ruas durante o Carnaval, então, não é difícil encontrá-los. Além disso, você pode se informar com alguém da organização, que tem camisa e crachá oficiais. Se perder seus documentos, não se esqueça de fazer o boletim de ocorrência na Delegacia (fica na Praça dos Poderes).


Beba com moderação
É tempo de festa, mas lembre-se que haverá amanhã. Alternar o consumo de bebidas alcoólicas com água ou refrigerante é muito importante, em especial para quem está curtindo fora de blocos. Se passar da conta, e alguma coisa der errado, o socorro poderá demorar um pouco e, com ou sem amigos. E é claro, se beber, não dirija.


Na hora do aperto
Mais cedo ou mais tarde, a vontade de fazer xixi vai apertar. O primeiro fato incontestável: o chão não é lugar para isso, senão, faríamos no da nossa casa. Para o bem estar da nação carnavalesca, há banheiros químicos nas ruas e você pode pedir ajuda numa casa amiga ou num barzinho. Além disso, há os banheiros nos quiosques e também no abrigo. Em poucas palavras, seja um folião bacana e não fique por aí fazendo suas necessidades em qualquer lugar.


Siga os códigos da paquera
Muita gente está disposta a encontrar um par. Geralmente a conversa é pouca, mas só tope se quiser. Se for o caso, tome a iniciativa também, mas considere a chance de levar um não. Se o outro ou a outra não quer, aceite. Tenha camisinha no bolso, pois, se precisar, não vai achar onde comprar (mas há agentes de saúde distribuindo gratuitamente também). Se rolar algo legal, troquem contatos. O mais prático e menos invasivo são as redes sociais. Vai que a coisa fica séria...


Faça valer seu Carnaval
Se você está em Brotas de Macaúbas para o Carnaval, não se contente com pouco. Há dois blocos de trio na rua (Altos Agitos, na sexta) e Fica Comigo, no sábado. Você pode brincar dentro das cordas, com abadá ou fora, caso não tenha. Mas pode brincar à vontade. No domingo, o bloco Alcólicos faz a festa no Balneário e a camiseta pode ser adquirida no dia ou com antecedência. Na praça sempre terá uma atração tocando para o público e no domingo, o trio da Prefeitura arrasta a multidão que pode brincar à vontade de graça. Há também a opção dos bares, dentro ou fora do circuito da folia. Ou seja, os brotenses fazem o maior e mais animado Carnaval da Chapada Diamantina por isso: tem atração para todos os gostos!


Nenhum comentário:

Postar um comentário