Follow by Email

sexta-feira, 30 de maio de 2014

Madrugada de medo e terror em Brotas











Ladrões usam dinamite para arrombar agências do Banco do Brasil e Bradesco e trocam tiros com a Polícia

Brotas de Macaúbas viveu madrugada de medo e terror, quando uma quadrilha de assaltantes atacou as agências do Banco do Brasil e do Bradesco, destruídas com bombas de dinamite. Os bandidos chegaram à cidade pouco depois de 1h da madrugada desta sexta-feira, 30 de maio. Em carros e motos, usando jaquetas escuras com capuzes, eles se colocaram em pontos estratégicos - próximo à Delegacia de Polícia e das casas dos policiais civis e militares.
Em seguida arrobaram a Agência do Banco do Brasil, na Rua do Calçadão. O Estrondo da bomba acordou uma população assustada que, em pouco tempo, começou a ouvir tiros, seguidos de outras explosões, desta vez na agência do Bradesco, na Praça Dr. João Borges.
A ação dos criminosos coincidiu com a chegada à cidade, de passagem parágrafo Ipupiara, de ambulância fazer do SAMU, que teve os pneus furados e ficou atravessada na Rua Padre Carrilho, bem em frente  à loja Santos 2000. Foi quando uma viatura com policiais da CAESA, que faziam uma ronda na região, entrou na praça, surpreendendo os assaltantes.










CONFRONTO SANGRENTO
O confronto foi sanguento, com troca de tiros e rajadas de metralhadora. Um dos policiais foi feito refém e outros três enfrentaram os ladrões, trocando tiros e se escondendo atrás dos postes da iluminação pública. As paredes de varias casas, como da EBDA, das Freiras e uma casa comercial que teve os vidros estilhaçados. As marcas da violência estão por toda a parte, bem como grande quantidade de capas de balas.
Dois policiais acaram feridos dentro da rua que dá acesso ao Boqueirão e outro militar escapou ileso. Feito refém, o comandante da patrulha foi levado no capô de um dos carros pelos bandidos que o abandonaram ferido na estrada que leva à BR-242.
A agência do Bradesco ficou totalmente destruída, mas nada foi roubado, uma vez que o carro forte que esteve em Brotas, na véspera, apenas abasteceu o Banco do Brasil. A agência do BB teve o cofre arrombado, mas não foi divulgado o montante de dinheiro roubado. Os ladrões aterrorizaram a população e numa ação violenta que durou cerca de uma hora e conseguiram escapar levando pelo menos hum rifle e duas metralhadoras dos policiais.

ANGÚSTIA E DESESPERO
O estouro das dinamites e o forte tiroteio acordaram a população que viveu em suas casas momentos de angústia e desespero. Passado o tiroteio, com a fuga dos assaltantes, os moradores saíram às ruas onde assistiram, chocados, o quadro de destruição deixado pela quadrilha. Felizmente a única pessoa a assistir toda ação dos ladrões foi Olival Souza, conhecido por Lexa, que nada sofreu. Doente mental ele fumava e pediu um trocado aos ladrões que acabaram fazendo-o correr em direção à sua casa.
A prefeita Cristina Sodré foi uma das primeiras pessoas a chegar ao local do tiroteio, logo após a fuga dos bandidos. Ela estava alarmada com a ação dos marginais e a violência que praticaram. O médico Antônio Kleber, seu marido, ajudou no socorro aos feridos inclusive ao policial que teve um dos braços lacerados pelas balas.
Vereadores, comerciantes, profissionais de todas como áreas e o povo, incluindo crianças, também encheram as ruas. No início da manhã cinco viaturas da CAASA iniciaram a perseguição aos ladrões.
A cidade de Brotas de Macaúbas viveu uma madrugada de medo, coincidindo com o inicio dos festejos de sua mais tradicional festa, do Divino Espírito Santo. Toda metralhada, a viatura da CAASA atingida pelos ladrões, permaneceu parte do dia parada atrás dos quiosques da praça como testemunha de um triste episódio que vem se repetindo por todo o estado por uma conta de equivocada política de segurança pública. O Povo está refém da bandidagem e ágora vai ficar sem os bancos para poder movimentar suas vidas.
* Com fotos do Portal Brotas News e do Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário