Follow by Email

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Milton Santos ganha primeira biografia


 Casa em Brotas de Macaúbas onde nasceu o...
 
 .. geógrafo Milton Santos, biografado...
... pelo jornalista Waldomiro Júnior
 
Livro será lançado nesta terça-feira, Dia da Consciência Negra, e retrata a vida do geógrafo brotense

Será nesta terça-feira, 20, marcando o Dia da Consciência Negra, que o jornalista Waldomiro Santos Júnior lança a biografia do geógrafo Milton Santos, filho ilustre de Brotas de Macaúbas. O livro é resultado de criteriosa pesquisa realizada pelo autor que estará na tarde de autógrafos, a partir das 16h39min, na Assembleia Legislativa da Bahia, que promove o lançamento.

Outros dois livros bibliográficos, também de negros baianos, serão lançados pela Assembleia Legislativa do Estado, compondo a série intitulada Gente da Bahia. A biografia de Juliano Moreira tem a assinatura de Alexandre Lyrio e Vander Prata assina obra sobre Clarindo Silva, o rei do Pelourinho. Os livros tem distribuição gratuita, bastando solicitá-los na casa legislativa estadual.
Coragem de pensar
Nascido em 3 de maio de 1926, o professor Dr. Milton Santos (Milton de Almeida Santos ou Milton Almeida dos Santos), é com certeza o filho mais ilustre de Brotas de Macaúbas. Seu nome batiza hoje a Biblioteca Pública Municipal, localizada no antigo prédio da Prefeitura, na entrada da cidade. Geógrafo e livre pensador brasileiro, homem amoroso, afável, fino, discreto e combativo, dizia que a maior coragem, nos dias atuais, é pensar, coragem que sempre teve.
Milton Santos nasceu em Brotas, onde seus pais foram professores por algum tempo, na casa onde hoje reside Raimundo Porto e a professora Lélia, na Praça Dr. João Borges. O doutor honoris causa em vários países, ganhador do prêmio Vautrin Lud, em 1994 (o Nobel da geografia), nunca se esquivou de referir-se a Brotas de Macaúbas quando chamado a dizer onde nascera. Milton Santos foi também professor em diversos países (em função do exílio político causado pela ditadura de 1964), autor de cerca de 40 livros e membro da Comissão Justiça e Paz de São Paulo, entre outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário